Cuidando com carinho da saúde, beleza e bem-estar do seu pet

Notícias


Jornal da Comunidade
Imóveis e Construção

Brasília, 19 a 25 de fevereiro de 2011

Pet Place

Espaços para os animais
Os pets proporcionam espaços agradáveis e exclusivos para os animais
Opções de lazer para os bichanos
Alguns condomínios oferecem até opções de lazer para os bichanos

Tratamento vip pra cachorro

Espaços especializados em bichos de estimação contam com atendimento exclusivo e garantem boa convivência entre as pessoas e os animais dentro dos condomínios

Fagner Lacerda
flacerda@jornaldacomunidade.com.br

Animais de estimação fazem parte do cotidiano de 44% dos lares brasileiros, segundo a pesquisa do Radar Pet 2009, divulgada pelo Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan). A pesquisa foi feita com representantes das classes A, B e C. No mercado imobiliário alguns empreendimentos veem nesta informação uma oportunidade de negócio. Para atingir este nicho, as construtoras investem em espaços específicos para animais. Muitos deles com pessoal especializado, como veterinários e sanitarista. Um dos problemas nas relações dos moradores de condomínio é a convivência entre pessoas e animais. Num ambiente onde moram famílias heterogêneas que gostam ou não de pets, as empresas do setor imobiliário proporcionam a boa convivência com espaços reservados para os bichinhos. Pesquisas mostram a importância da companhia de animais domésticos para as pessoas. Sobretudo os mais solitários enxergam nos bichos de estimação boas companhias.

Foto: Dinah Feitoza

Eliane Cruz
Eliane Cruz acha que os espaços exclusivos para animais nos novos empreendimentos são bastante democráticos

Segurança

Nos grandes centros, a busca pela segurança é um dos pontos principais na escolha do local de moradia. Os condomínios-clube oferecem oportunidades de lazer, entre conveniência e entretenimento. Um desses itens são os espaços destinados a animais domésticos. O nome pode variar: pet care, pet walk, space dog, pet garden, pet place ou pet space. A finalidade é proporcionar um local agradável e exclusivo aos animais e a seus donos, com aparelhos de exercícios, local de tosa e banho e até veterinário e farmácia. "Em nome da segurança dos filhos, os pais acabam procurando locais onde possam sair com seus bichos sem precisar deixar o condomínio. Esses espaços proporcionam essa segurança", esclarece Benedito Abbud, arquiteto e paisagista. Seu escritório foi contratado pela Brookfield Incorporações para o projeto paisagístico do empreendimento All. Ele compreende que esses espaços, além de oferecerem conforto e tratamento adequado aos animais, promovem a sociabilização entre os moradores. "Muitas pessoas se sentem só e têm por companhia apenas os seus bichinhos. O ambiente acaba promovendo uma convivência entre vizinhos", disse. Embora algumas pessoas considerem os pet places um modismo da construção civil, especialistas acreditam que esses espaços vieram para ficar. Ricardo Cerqueira, gerente de incorporação da PaulOOctavio Empreendimentos Imobiliários, acha que esse tipo de serviço está longe de ser uma moda passageira. "É uma tendência. Muitas pessoas criam animais, especialmente cães, como se fossem parte da família. Assim, nada mais apropriado do que oferecer instalações próprias para eles, utilizando-se, para tal, áreas do condomínio", defende o especialista.
O Península, um dos empreendimentos da incorporadora em parceria com a Via Engenharia, proporciona esse serviço. Cerqueira afirma que, por se tratar de uma área de uso restrito a animais de estimação, destinada a banho, tosa e veterinário, além de exercícios para os pets, há a necessidade de mão de obra especializada.

Busca da harmonia

Nada melhor do que alguém que conhece e cuida dos animais de companhia para falar por eles. Afinal, fazem parte da família. Mesmo assim quem tem um bichinho em casa entende bem suas manias e defeitos. Por que não ter, então, um lugar apropriado para o seu lazer? Quem defende harmonia entre homens e bichos é Eliane Cruz, veterinária e proprietária da Bichos e Caprichos, no Setor Sudoeste. Na visão da especialista, esses espaços são extremamente necessários. Uma prática já existente em outros países e em outros estados, que agora vem ganhando espaço no mercado imobiliário do Distrito Federal. "Fico feliz em saber que temos praças para animais nos empreendimentos novos. Em Nova Iorque os pet places existem também em praças públicas. São lugares reservados aos bichinhos, com aparelhos próprios para eles. Eu aprovo a iniciativa das construtoras e defendo que esses espaços deveriam ser feitos em todos os empreendimentos e, também, em locais abertos ao público. Isso já existe na Argentina, por exemplo.", argumenta. Um evolução para um país onde as famílias procuram os animais de estimação apenas por ter. Eliane disse, ainda, que não há, no Brasil, uma preocupação muito grande com raças e pedigrees. As pessoas gostam dos bichinhos e ficam com eles. Uma preocupação como esta, mostra uma preocupação com a sociedade. Ela fala que os pet places são espaços que viabilizam a sociabilização. "São locais seguros para animais e crianças. Assim, evitam tanto que o cão, ou gato, seja atropelado ao atravessar a rua como as pessoas ao correrem ao seu encalço. Faz toda a diferença morar num lugar com essa opção de lazer para ambos. Além disso, trazem uma opção de relaxamento aos pets. Animais menos estressados incomodam menos, pois são mais tranquilos." conclui.


Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2011-02-19/imoveis/2739/TRATAMENTO-VIP-PRA-CACHORRO.pnhtml

Voltar para o topo


Jornal da Comunidade
Nosso Bairro Sudoeste / Octogonal

Brasília, 31 de dezembro de 2009 a 7 de janeiro de 2010

Comércio & Serviços

Cuidado com os animais
O cuidado com os animaizinhos de estimação é fundamental para manter e preservar a saúde deles e dos seus donos também

Sudoeste é o bicho para cuidar dos bichos

Pet shops ganham cada vez mais espaço no Sudoeste. Os mais variados serviços encantam moradores e deixam os cães, gatos e outros animaizinhos bem tratados

Taís Calado
tcalado@jornaldacomunidade.com.br

O mercado de lojas dedicadas a bichinhos de estimação vem crescendo cada dia mais no Sudoeste. Atualmente, o bairro sustenta 14 pet shops e esse número promete crescer. Na CLSW 304, encontramos o Bichos e Caprichos. A mistura de pet shop e clínica veterinária surgiu há 12 anos trazendo os serviços que faltavam no bairro. "O Sudoeste é um local onde tem muitos animais. Foi quando senti a necessidade de um local que atendesse a todos com carinho", conta a proprietária e veterinária, Eliane Silva.
A loja conta com produtos nacionais e importados, perfumes, xampu, coleiras, camas, casas e muito mais. Há também os serviços de banho e tosa, embelezamento canino, cauterização e hidratação para o melhor cuidado do seu animal de estimação.
No período natalino, os animais que passaram pelo Bichos e Caprichos ganharam gorros e laços de Papai Noel. Para as festas de fim de ano, há o serviço de penteado.
À frente do consultório estão as veterinárias: Eliane Silva e Fernanda Lima, oferecendo o melhor serviço de consultas e vacinação. O taxi dog traz e leva seu animal com segurança. O percurso casa-loja é totalmente seguro e cômodo. "Nosso diferencial está no bom atendimento, nas variedades e novidades da loja. Somos reconhecidos pela nossa tosa que é sempre bem feita. Recebemos muitos elogios", garante Eliane. O Bichos e Caprichos guarda uma novidade para 2010. Além dos serviços de pet shop e clínica veterinária, terá também uma escola de adestramento. Mais recente no bairro, o Toca de Assis Pet Shop na CCSW-01 veio para cuidar dos animais que participam de exposições de beleza.
"O Sudoeste é a nova W3 de Brasília. Aqui as pessoas andam a pé com mais tranquilidade com seus animais de estimação. Daí surgiu a ideia de abrir o pet shop", comenta Fernando Toniol, proprietário.
O Toca de Assis oferece rações importadas e banho manual sem mecanismo, somente profissionais qualificados e com produtos anti-alérgicos, além de ser o único local que oferece aquarismo, um serviço totalmente dedicado a aquários. Fernando Toniol ressalta que o serviço mais procurado no fim do ano é a hospedagem devido às viagens de férias. "Os animais ficam hospedados em um condomínio no Lago Sul. Desde outubro já está havendo procura e estamos lotados com 32 animais", explica. O taxi dog do Toca de Assis não é cobrado no Sudoeste e Cruzeiro e funciona de segunda a sábado, até as oito da noite.

Serviços:
Bichos e Caprichos: 3344- 6072
Toca de Assis Pet Shop : 3202-6655


Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2009-12-31/nossobairro/1989/SUDOESTE-E-O-BICHO-PARA-CUIDAR-DOS-BICHOS.pnhtml

Voltar para o topo